Sorte

Gustavo Valério Ferreira

27/06/2018

Sorte é importante no status quo
desta sociedade; é adereço
que serve também como um endereço
que leva o mundo a um estado oblíquo.

E lá não há ajuda nem de propínquo
e é improvável obter recomeço
antes de pagar todo e qualquer preço
de abusar deste recurso longínquo.

É certo saber antes do tropeço
que a sorte é o caminho mais avesso
cujo destino é um lugar iníquo.

Pela sorte não tenho algum apreço,
faço só, o meu fim e o meu começo
e este modo de viver é relíquo.

Narração: