Aflição

Gustavo Valério Ferreira

02/08/2018

No timbre insano da música aflita
meu coração torna-se permeável
e na tortura interna e deplorável
ele sofre calado, mas milita.

Tenta fugir das notas que limita
e soltar-se da corda miserável
que o faz sofrer do mal inenarrável
tão denso que até o impossibilita

de ser bem mais que um pulso inigualável
na sinfonia interior erudita
da música sacra indissociável…

E a música externa sem paz conflita
co’ essa música interna inexorável
que faz noss’alma ser cosmopolita.